Crer no Poder de Cura

A História de Tara


Casal de mãos dadas em frente ao templo de Salt Lake City.

Conheci o homem dos meus sonhos quando estava na faculdade. Ele tinha 21 anos e estava preparando-se para servir missão. Cheguei a imaginar algumas vezes sobre o que o impediu de ir à missão aos 19 anos. Ele mencionou que havia algumas coisas em seu passado que foram resolvidas, mas na época, senti que não precisava saber de detalhes.

Enquanto ele estava na missão, também decidi servir uma missão. Quando retornamos, começamos a ter encontros com certa frequência, mas pressenti que havia algo de seu passado que poderia afetar nosso possível futuro juntos. Ele sempre me dizia que me contaria coisas sobre seu passado se eu quisesse saber de algo a respeito.

Um dia, estávamos conversando por telefone e finalmente perguntei a respeito do que o tinha impedido de servir missão aos 19 anos. Ele me explicou que teve problemas com dependência de pornografia. Foi como levar um soco no estômago, não consegui falar por alguns minutos. Eu disse a ele que eu precisava de um tempo para refletir e então desliguei o telefone. Minha mente ficou atormentada com várias dúvidas. Isso era motivo para não ter um relacionamento sério com ele? Por toda a vida tentei viver retamente para meu futuro esposo, mas como ele não fez o mesmo será que não deveríamos ficar juntos? Como isso afetaria minha futura família? O problema dele era permanente?

Eu queria aconselhamento, mas não sabia com quem falar a respeito disso. Eu achei que não deveria levar o assunto a meus pais ou amigos. Decidi que não podia seguir adiante com nosso relacionamento, então optamos pela amizade. Conheci outros rapazes, mas sempre pensava nele. Algum tempo depois, nos encontramos novamente e começamos a sair, mas as mesmas perguntas me perturbavam. Depois de muito refletir e discutir, fui ao templo para orar ao Senhor. Senti-me calma e tive a paz que serviu de resposta para continuar com nosso relacionamento.

Após namorarmos por alguns anos, tomamos a decisão de casar. Durante o nosso noivado, meu bispo sugeriu que frequentássemos reuniões do Programa de Recuperação de Dependências. Decidimos tentar o programa e isso tem sido uma grande bênção para nós como casal em preparação para o casamento. Tivemos a oportunidade de ser sinceros um com o outro e discutir nossas dúvidas e preocupações. O grupo de apoio foi exatamente o que eu precisava para aprender sobre a dependência, o poder de cura da expiação e como poderíamos lidar com a situação juntos. Todas as minhas perguntas foram respondidas. Também vi muita coragem nas mulheres que frequentam as reuniões do PRD, todas elas lidando com situações semelhantes. Elas se tornaram minhas amigas e confidentes.

Percebi que a dependência de meu noivo à pornografia não tinha a ver comigo ou com a forma que eu me portava ou agia. Eu queria servir de apoio e ajuda ao meu noivo, mas o primordial seria o fato de que ele deveria se esforçar por si mesmo.

Sei que todos nós temos nossas limitações, mas aprendi com minhas experiências que a expiação é real e que atua sobre nós das maneiras que necessitamos. Eu realmente creio no poder de auxílio, consolo e cura da expiação. Temos adversidades, mas com a expiação de Jesus Cristo podemos vencê-las.